voltar

Empréstimo com Garantia

Você inclui um bem como garantia, e assim, conseguimos taxas de juros e prazos mais longos para o pagamento. O bem pode ser seu imóvel ou seu carro.

Sim! Ele é utilizado como garantia no empréstimo, seja carro ou imóvel, e você pode utilizá-lo normalmente.

A única mudança é que na documentação (escritura ou DUT) constará como “bem alienado” a uma instituição financeira. 

Não é possível o carro ou imóvel estarem alienados a duas instituições financeiras. Por isso, ao solicitar seu empréstimo, nós precisamos quitar o seu financiamento anterior, que nesse caso, é chamado de “interveniente quitante”.

seu crédito, que serve justamente para verificarmos a possibilidade de realizar o empréstimo. 

O que é avaliado: o valor de mercado do seu carro ou imóvel, comprometimento de renda e histórico de crédito no mercado.

CET é o Custo Efetivo Total, ou seja, o resultado da soma de todos os custos envolvidos no pagamento do empréstimo, como: a taxa de juros do empréstimo (tarifa cobrada por quem está disponibilizando o dinheiro) e o IOF - Imposto Sobre Operações de crédito (taxa para operações de crédito), entre outras.

Não há custos para analisar sua proposta de crédito, nem para a liberação do empréstimo. Se você for abordado por alguém que peça algum pagamento antecipado, denuncie! Isso é crime!

Quando o imóvel é usado como garantia, o cálculo do empréstimo pode chegar a 60% do valor do imóvel, conforme a região onde ele está localizado e o seu perfil de crédito.

Veja nossas condições:

  • Imóveis (casas, apartamentos, terrenos dentro de condomínio e salas comerciais) que tenham valor mínimo de R$ 150 mil
  • Localização em área urbana.
  • Valor mínimo do empréstimo R$ 30 mil e o máximo, R$ 3 milhões
  • A renda mínima é de R$ 3 mil.

O seu imóvel ficará alienado à instituição financeira até você finalizar o pagamento do empréstimo.

As parcelas do Empréstimo Pessoal Ciclic poderão ser pagas com boleto bancário, enviado com antecedência aos clientes.